Considere os Produtos Náuticos Brasileiros – 28/1/2009

Site de Informações de quem Veleja no Brasil lança campanha de valorização do produto nacional.

A SailBrasil.com.br, único recurso de informações de prestadores de serviços e de fornecedores de produtos específicos para a comunidade da vela Brasileira, acaba de lançar uma campanha de conscientização e valorização dos produtos nacionais cujo mote é “Considere Produtos Brasileiros”.

O objetivo é mostrar a lojistas, donos de empresas do setor náutico e principalmente aos consumidores de produtos e equipamentos do setor náutico, especialmente da vela Brasileira, que a opção por peças de reposição e produtos nacionais é a garantia de qualidade, segurança e da manutenção de emprego de muitos de brasileiros.

A ideia da campanha surgiu devido ao momento econômico e após alguns encontros com velejadores e fornecedores, onde foram discutidos temas diversos relativos ao setor náutico, entre eles, a invasão de peças importadas, com preços muitas vezes predatórios, e que se tornou fonte de dor de cabeça para os fabricantes nacionais. “É uma ação que tem como objetivo conscientizar o consumidor de produtos náuticos, em especial o velejador, a não limitar sua escolha. Por isso encolhemos a palavra ”Considere” em vez de “Prefira” que, ao contrário da última, tem uma conotação de inclusão.”, informa Maximilian Gorissen, da SailBrasil e Diretor da CompuStream, proprietária da marca e conceito de negócio.

Não queremos com esta campanha que o velejador exclua ou não compre produtos importados e sim, que considere o produto nacional no momento da compra e como isso irá tornar a indústria nacional mais competitiva: Já vivemos esta história no passado e, caso a invasão de importados permaneça da forma como está, a indústria nacional vai perder competitividade e ficará sucateada. Para sobreviver terá de se voltar também para a importação, demitir funcionários e algumas até podem fechar as portas. Essa possível redução da atividade industrial resultará em conseqüências negativas para outros setores como o de serviços e comércio, já que a indústria é usuária desses segmentos e os próprios empregados também formam uma importante massa de consumidores que, sem emprego e renda, não poderão gastar”, completa Maximilian Gorissen.

Por este motivo: Considere Produtos Brasileiros!

Deixe uma resposta